sexta-feira, 28 de abril de 2017

Câmara em Movimento ouve reivindicações da Estrutural


A população da Estrutural compareceu em peso ao ginásio de esportes do Centro de Ensino 01, onde foi realizada, na tarde desta quinta-feira (27), a primeira edição do projeto "Câmara em Movimento" que, em seu novo formato, além da realização de sessão ordinária, prevê o acompanhamento das prioridades apontadas pela população.

O deputado Joe Valle (PDT), presidente da Câmara Legislativa, anunciou, considerando o compromisso de fiscalizar as ações empreendidas para atender as demandas, que a CLDF estará de volta à Estrutural no dia 3 de junho próximo. Será realizada uma oficina com as lideranças comunitárias para uma avaliação e a prestação de contas. "Hoje, estamos apenas dando início, a conversa continua", declarou.

Catadores – Lideranças comunitárias e representantes de vários setores da cidade apresentaram reivindicações em diversas áreas – educação, saúde, segurança, cultura e esportes, entre elas. Contudo, a situação dos catadores de materiais recicláveis, principal atividade da localidade, foi o contexto que embasou a maioria das intervenções.

O representante, no Distrito Federal, do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis, Roney Alves, juntamente com representantes da Defensoria Pública, apresentou à Casa denúncia formal contra o SLU, que estaria descumprindo a Política Nacional de Resíduos Sólidos no que se refere ao encerramento das atividades do Lixão da Estrutural, considerado o maior da América Latina.

Entre os pontos que constam da denúncia estão, por exemplo, a ausência de coleta seletiva e a falta de compensação ambiental na área que restará do lixão. "Pedimos que a Câmara Legislativa, no seu papel fiscalizador, cobre do SLU o cumprimento da lei", afirmou Alves.

Representantes de diversas cooperativas instaladas na cidade também chamaram a atenção para o fato de que a reciclagem é a principal atividade econômica da região. "A Estrutural é sustentada pelos catadores", justificaram.

Também foi dada atenção à situação dos moradores da comunidade conhecida como Santa Luzia, onde residem 5 mil famílias, cerca de 24 mil pessoas. A população vive em situação irregular e reivindica solução para a questão fundiária, que depende do Distrito Federal e da União, devido à proximidade com área de preservação ambiental.

Outro assunto bastante enfatizado foi a segurança, e a principal reivindicação, a instalação de uma delegacia de polícia. "Como pode uma cidade com 45 mil habitantes sem uma delegacia", indagou José Renato, do conselho comunitário de segurança.

Os jovens e os estudantes centraram suas solicitações, principalmente, nos espaços e equipamentos destinados à cultura e esportes. Sem esquecer as escolas, que faltam no local. Raquel Santos, 14 anos de idade, estudante do 8º ano do ensino fundamental, contou que levanta todos os dias às 5 horas para chegar no horário às aulas no colégio onde estuda, que fica no Guará. "Por que não podemos ter escolas aqui?", reclamou, sendo muito aplaudida.

Outra reivindicação é a finalização da ciclovia que liga a Estrutural ao Instituto Federal do Brasil (IFB), próximo à Cidade do Automóvel. No ano que vem, o IFB irá inaugurar o primeiro curso de ensino médio da região.

Creches – A falta de creches na cidade, que tem proporcionalmente a maior população infantil do DF, foi enfatizada por diversos líderes comunitários. Sobre este assunto, a deputada Luzia de Paula (PSB) sugeriu que a Administração Regional recupere um terreno destinado à instalação de creche, que estaria ocupado por outra atividade, para que seja construída, com apoio da população, uma unidade de atendimento infantil.

A deputada Telma Rufino (PROS) informou que destinou R$ 1 milhão em emendas para a região e listou os equipamentos que serão instalados com esses recursos, os quais já estão à disposição da Administração Regional.

A deputada Celina Leão (PPS) enfatizou que o "Câmara em Movimento" reforça o papel dos deputados distritais: estar junto da população. Rafael Prudente (PMDB) lembrou que a CLDF votará a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), ainda nesse semestre, e sugeriu que a comunidade use os serviços da Ouvidoria para apresentar sugestões. O deputado Lira (PHS) também apoiou as lutas dos moradores da Estrutural.


Marco Túlio Alencar - Coordenadoria de Comunicação Social

UnB divulga aprovados em 1ª chamada no PAS para o segundo semestre

Alunos da UnB conversando no Instituto de Central de Ciências do Campus Darcy Ribeiro (Foto: Emília Silberstein/Agência UnB)

A Universidade de Brasília (UnB) divulgou, nesta quinta-feira (27/4), o resultado da primeira chamada dos aprovados no Programa de Avaliação Seriada (PAS). Os nomes dos selecionados podem ser pesquisados no link www.cespe.unb.br/pas e também em listas colocadas no Instituto Central de Ciências (ICC Norte) e no Teatro de Arena da UnB.

As vagas são destinadas aos participantes do Subprograma 2014 (triênio 2014/ 2016). Ao todo, a UnB ofereceu 2.110 vagas para o segundo semestre deste ano, distribuídas entre 99 cursos de graduação, nos quatro campi da UnB: Darcy Ribeiro (Plano Piloto), Ceilândia, Gama e Planaltina.


O registro dos aprovados em primeira chamada será feito nos postos avançados da Secretaria de Administração Acadêmica (SAA) da UnB, nos dias 8 e 9 de maio – a depender do curso escolhido. A divulgação da segunda chamada está prevista para 12 de maio

Justiça suspende paralisação total de metroviários e rodoviários em Brasília

Transporte pirata ocupou o lugar dos ônibus na rodoviária do Plano Piloto, em Brasília (Foto: Luiza Garonce/G1)

A 5ª vara federal do DF concedeu uma liminar (decisão provisória) nesta sexta-feira (28) em que suspende a paralisação total de metroviários e rodoviários em Brasília. A decisão, deferiada a partir de pedido da Advocacia-Geral da União (AGU), determina que os sindicatos das categorias mantenha ao mínimo 30% dos funcionários trabalhando durante a greve.

O Distrito Federal amanheceu sem ônibus e sem metrô nesta sexta. Metroviários e rodoviários aderiram à greve geral, convocada em vários estados do país por sindicatos e categorias contrários às reformas da Previdência e trabalhista propostas pelo governo do presidente Michel Temer.
Para a circulação de carros, o DER anunciou que as faixas exclusivas para ônibus na EPTG e EPNB foram liberadas.

Passageiros pendurados em ônibus de transporte pirata (Foto: TV Globo/Reprodução)
A rodoviária do Plano Piloto ficou quase vazia por causa da paralisação dos ônibus. Os poucos passageiros que passaram pelo local arriscaram usar o transporte pirata para se deslocar. Por volta das 7h, o G1 esteve na rodoviária e viu seis micro-ônibus e dois ônibus irregulares.

A moradora de Sobradinho Cecile de Oliveira, de 33 anos, precisava ir do centro da capital até a Rodoviária Interestadual porque tinha uma viagem marcada para às 9h15, mas teve que desistir.
Pelas ruas do DF, muita gente se arriscou nos ônibus iregulares que circularam lotados, com passageiros até "pendurados" na porta.

Bloqueios na região central

Desde a 0h desta sexta, os dois sentidos da Esplanada dos Ministérios estão interditados para veículos, da altura da Rodoviária do Plano Piloto até o Balão do Presidente, na avenida L4 Sul. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a medida foi adotada para garantir a segurança das pessoas que participarão dos atos.

Como alternativa aos bloqueios, os motoristas vão poder circular pelas avenidas L4 Sul e Norte, além das vias S2 e N2 – que ficam atrás dos Ministérios. Os estacionamentos dos prédios ministeriais e das vias de ligação da N1 e da S1 serão fechados.

Nesta quinta (27), o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Ministério das Relações Exteriores foram cercados por alambrados. Em nota, a Secretaria de Cultura informou que a Biblioteca Nacional, o Museu da República, o Centro Cultural Três Poderes e o Memorial dos Povos Indígenas também serão fechados em decorrência dos protestos – esses prédios ficam nas margens do Eixo Monumental.


Prédios dos ministérios estão protegidos por barreiras. Em alguns, como o do Ministério da Agricultura, tapumes de madeira foram colocados em frente aos vidros.

Veja as despesas com educação que podem ser abatidas do Imposto de Renda

Lembre-se que o prazo de entrega para a declaração de imposto de renda esse ano é 28 de abril.

Tem dúvidas sobre a sua declaração? Acesse o site da Receita Federal para saber mais: http://bit.ly/2nJS2vz

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Audiência pública discute tratamento de câncer de mama no DF


A Câmara Legislativa realizou audiência pública na manhã desta quarta-feira (26) para discutir a situação do tratamento de câncer de mama na rede pública de saúde do DF. O autor da iniciativa do debate, deputado Rafael Prudente (PMDB), criticou a gestão dos recursos destinados à saúde pelo Governo do Distrito Federal. "Esta Câmara Legislativa destinou mais de R$ 20 milhões para a manutenção de equipamentos hospitalares, mas hoje não há sequer um equipamento de radioterapia funcionando. As pacientes que procuram a rede pública hoje dependem de favores de outros hospitais", apontou o distrital.

Rafael Prudente também apresentou números da execução orçamentária do governo na área da saúde para embasar sua crítica. "Até 17 de abril, o governo só executou R$ 5,5 milhões dos R$ 69 milhões autorizados para a manutenção de equipamentos hospitalares. O dinheiro está sobrando e as pessoas estão morrendo por falta de tratamento. A Secretaria de Saúde do DF tem um orçamento de R$ 7 bilhões, quase o mesmo que a Secretaria de Saúde de São Paulo, que tem uma população muito maior", comparou.

O médico oncologista do Hospital Sírio-Libanês, Dr. Carlos Henrique dos Anjos, fez uma apresentação da evolução do tratamento médico da doença. "Hoje temos medicamentos muito eficazes, que aumentam bastante o tempo de sobrevida das pacientes. São medicamentos caros, cujas patentes precisam ser quebradas para viabilizar a produção nacional. Do ponto de vista técnico, as drogas são eficientes, mas a sociedade precisa decidir quanto está disposta a pagar para aumentar o tempo de vida das pessoas acometidas por essa doença", afirmou.

Representando a Secretaria de Saúde, o Dr. Bruno José de Queiroz Sarmento admitiu que o diagnóstico precoce no DF ainda está longe de atingir o ideal. "Hoje apenas 4% das mulheres alvo fazem o rastreamento do câncer de mama. Nossa meta para este ano é chegar a 25%, o que representa por volta de 80 mil exames. No entanto, a demanda hoje de exames na rede pública é de apenas 18 mil. Precisamos que mais pessoas procurem os hospitais públicos para realizarem esses exames", informou.

Sarmento disse ainda que o DF conta com dois equipamentos de radioterapia, sendo que um deverá ser implantado em novembro deste ano e o outro, somente em 2019. "Hoje operamos um equipamento antigo de cobalto, que na verdade deveria ser peça de museu. Mesmo assim, vamos usá-lo por mais quatro ou cinco anos, até que possa enfim ser substituído pelos mais modernos", afirmou.

Para o defensor público federal Eduardo Nunes de Queiroz, porém, a necessidade de diagnósticos precoces é urgente. "Se o governo alega não ter recursos para tratamentos avançados, então que pelo menos sejam feitos os exames preventivos na população alvo", defendeu. Joana Jeker, da Associação de Mulheres Mastecmotizadas de Brasília, também falou sobre a importância do diagnóstico precoce. "Hoje, 50% dos casos são diagnosticados em estágios avançados da doença. Se essas mulheres fossem diagnosticadas precocemente, suas chances de cura estariam em 95%. Todos sabemos que para o paciente com câncer, o tempo é muito valioso", observou.


Éder Wen - Coordenadoria de Comunicação Social

O que abre e o que fecha em Brasília no Dia do Trabalho

abre e fecha do dia do trabalho 2017

DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Atualizado com o horário do metrô, que será das 7 às 19 horas no feriado

No feriado do Dia do Trabalho (1º de maio), o brasiliense poderá contar com serviços públicos e opções de lazer. O Cine Brasília e a Torre de TV, por exemplo, estarão abertos.

Na área da saúde, unidades de pronto-atendimento (UPAs) e as emergências dos hospitais funcionarão normalmente. Centros de saúde e ambulatórios, porém, ficarão fechados.

As delegacias de Polícia atuarão em regime de plantão, e a Delegacia Eletrônica e o atendimento telefônico pela central 197 vão estar disponíveis 24 horas.

SERVIÇOS PÚBLICOS

BRB

As agências do Banco de Brasília (BRB) e as unidades do BRB Conveniência estarão fechadas na segunda-feira (1º).

Detran-DF

Os postos de atendimento do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) não vão abrir na segunda-feira (1º). Haverá plantões apenas para fiscalizações.

Hemocentro

A Fundação Hemocentro de Brasília não abrirá na segunda (1º). No sábado (29), o atendimento será normal, das 7 às 18 horas. Aos domingos, o Hemocentro fecha. A instituição fica no Setor Médico-Hospitalar Norte, Quadra 3, Conjunto A, Bloco 3 (Asa Norte). Mais informações pelo telefone 160, opção 2.

Na Hora

Os postos do Na Hora estarão fechados na segunda (1º). No sábado (29), o atendimento será normal, das 7h30 às 12h30. Aos domingos não abrem.

Saúde

Emergências e unidades de pronto-atendimento (UPAs) abrirão normalmente. Já ambulatórios e unidades básicas de saúde ficarão fechados.

Secretaria de Fazenda

Na segunda (1º), as agências da Secretaria de Fazenda e o atendimento telefônico pela central 156, opção 3, não vão funcionar. O atendimento virtual para dúvidas e solicitações estará disponível, mas as respostas serão dadas posteriormente.

Emissões de segunda via para pagamento de impostos poderão ser feitas normalmente pelo portal da Secretaria de Fazenda.

Segurança

As delegacias da Polícia Civil funcionarão em regime de plantão na segunda-feira (1º). No sábado e no domingo, abrirão normalmente, assim como as centrais de flagrantes. A Delegacia Eletrônica e o telefone 197 ficarão disponíveis 24 horas.

TRANSPORTE PÚBLICO

Ônibus

No feriado, os ônibus rodarão com a tabela dos domingos — com 40% da frota. No sábado e no domingo, valerão as escalas normais.

Metrô

As estações de metrô ficarão abertas das 7 às 19 horas na segunda-feira (1º).

PONTOS TURÍSTICOS

Catetinho

(Km 0, BR-040, Gama)

Funcionará normalmente na segunda (1º), das 9 às 17 horas.

(61) 3338-8803

Jardim Botânico

(Área Especial, Setor de Mansões Dom Bosco, entrada pela subida da QI 23 do Lago Sul)

Estará fechado no feriado, pois todas as segundas-feiras passa por manutenção. No sábado e no domingo, abrirá normalmente.

De terça-feira a domingo, das 7 às 8h50, é permitida a entrada sem cobrança de ingresso somente a pedestres e ciclistas.

Jardim Zoológico

(Avenida das Nações, L4 Sul)

Será aberto normalmente durante o feriado, das 8h30 às 17 horas. A entrada custa R$ 10. Crianças de 6 a 12 anos, estudantes, idosos (pessoas acima de 60 anos), professores e beneficiários de programas sociais do governo pagam meia-entrada. Para crianças de até 5 anos e pessoas com deficiência, o ingresso é gratuito.

Memorial dos Povos Indígenas

(Eixo Monumental, em frente ao Memorial JK)

Abrirá normalmente das 10 às 17 horas.

(61) 3344-1154 e 3342-1156

Museu Nacional

(Setor Cultural Sul, perto da Rodoviária do Plano Piloto)

Não abrirá no feriado porque nas segundas-feiras ele fecha para manutenção. No sábado e no domingo, funciona das 9 horas às 18h30.

(61) 3325-5220 e 3325-6410

Museu Vivo da Memória Candanga

(Epia Sul, Lote D, Núcleo Bandeirante)

Estará fechado no feriado do Dia do Trabalho. No sábado (29), abre normalmente, das 9 às 17 horas. Aos domingos, o museu fecha.

(61) 3301-3590

Torre de TV

(Eixo Monumental, s/n, Jardim Burle Marx)

Abrirá normalmente no feriado, das 9 às 19 horas.

Torre de TV Digital

(Estrada Parque Contorno, DF-001, Bairro Colorado, subida para Sobradinho, após a Academia da Polícia Federal)

A visitação está suspensa para manutenção.

BIBLIOTECAS

Biblioteca Pública de Brasília

(EQS 312/313)

Está fechada para reforma desde o início de abril.

Biblioteca Nacional de Brasília

(Esplanada dos Ministérios, próximo à Rodoviária do Plano Piloto)

Estará fechada na segunda-feira (1º), mas funcionará normalmente no sábado (29) e no domingo (30), das 8 às 14 horas.

(61) 3325-6237

CULTURA E CINEMA

Casa do Cantador

(QNM 32, Área Especial, Ceilândia Sul)

Estará fechada na segunda-feira (1°). No sábado (29) funciona das 8 às 14 horas e aos domingos é fechado.

(61) 3378-5067

Centro Cultural Três Poderes

(Praça dos Três Poderes, Esplanada dos Ministérios)

Estará fechado na segunda (1º).

(61) 3325-6244, 3323-3728 e 3326-7709

Cine Brasília

(106/107 Sul)

Funcionará normalmente na segunda (1º), das 14 às 20 horas.

(61) 3244-1660

SHOPPING POPULAR

O Shopping Popular de Ceilândia, na QNM 11, abrirá normalmente na segunda (1º), no sábado (29) e no domingo (30), das 8 às 18 horas.


O Shopping Popular de Brasília, ao lado da antiga Rodoferroviária, ficará fechado na segunda-feira (1º). No sábado (29), funcionará normalmente das 8 às 14 horas. Aos domingos não abre.